Igreja Presbiteriana do Riachuelo
 
 
Escola Bíblica Dominical     Liderança
Diretora do Departamento Infantil: Iracema Mender
Tesoureiro: Dc.Wanderlaan Cantharino
Vice-Superintendente: Edmar Andrade Gomes
 
 
Agenda
Estudos Biblicos
Fale Conosco
Galeria de Fotos
Liderança
Novidades
Sobre Nós
Fale Conosco
Sua opinião é muito importante para nós.
O Batismo Infantil

A fé presbiteriana de que as crianças devem ser batizadas tem despertado dúvidas não só em pessoas de outras denominações, mas até mesmo em membros de nossas igrejas. Mas é importante lembrar que a Igreja Presbiteriana nasceu em defesa da fé bíblica e, sem hesitar, eu diria que se esta doutrina não estivesse enraizada no que a bíblia ensina certamente já teria sido abandonada. Agora vejamos quais são as razões que sustentam este ensino reformado acerca do batismo infantil:

As crianças e sua inclusão no Pacto do Antigo Testamento
 

Quando Deus fez um pacto com Abraão, os filhos deste foram todos incluídos na aliança, e a Abraão foi determinado que todos os seus filhos fossem circuncidados como o sinal de que eles participariam da aliança, muito antes deles poderem decidir se queriam ou não servir ao Deus de Abraão (Gn 17. 1-14). A circuncisão era o selo da fé que Abraão tinha (Rm 4.3-11 cf. Gn 15.6), mesmo assim este teve que circuncidar seus filhos antes que completassem duas semanas (Gn 21.4). E por este ato Abraão creu e o sinal de sua fé foi honrado na vida de seus filhos.

Mas tarde, quando Moises selava o pacto de Deus com Israel no Sinai, pela lei, as tábuas foram aspergidas com sangue e todo o povo presente recebeu a aspersão, selo do pacto, inclusive as crianças (Hb 9. 19-20).

Em suma, acreditamos que a Igreja do Antigo Testamento continua no novo, com algumas mudanças de ritos e símbolos (Sábado - Domingo; páscoa-ceia; circuncisão-batismo). Ademais, os crentes são chamados de:

Filhos de Abraão, Gl 3. 7, 29
Israel de Deus, Gl 6.16
O batismo era entendido por Paulo como substituto da circuncisão, Cl 2.11,12.
O batismo, portanto, substituindo a circuncisão na Nova Aliança, aplica-se também às crianças uma vez que elas sempre foram incluídas no Pacto do Antigo Testamento.

Explicando melhor, se as crianças foram incluídas no pacto do Antigo Testamento por meio da circuncisão e esta prática foi substituída pelo batismo, então porque somos reacionários ao batismo infantil?

O Batismo, selo da Nova Aliança, inclui mulheres; enquanto a circuncisão do Velho Testamento as omitia. Sendo o batismo mais abrangente do que a circuncisão, incluindo mulheres, não incluiria também as crianças?

As famílias batizadas no Novo Testamento não teriam crianças?
 

A bíblia afirma o batismo de famílias inteiras, vejamos alguns casos:

Lídia e toda a sua casa; (AT 16:15) "E, depois que foi batizada, ela e a sua casa, nos rogou, dizendo: Se haveis julgado que eu seja fiel ao SENHOR, entrai em minha casa, e ficai ali. E nos constrangeu a isso."

O carcereiro e todos os seus; (AT 16:32, 33) "E lhe pregavam a palavra do Senhor, e a todos os que estavam em sua casa. E, tomando-os ele consigo naquela mesma hora da noite, lavou-lhes os vergões; e logo foi batizado, ele e todos os seus."
A casa de Estéfanas; (1CO 1:16) "E batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se batizei algum outro."

Uma é a verdade, as crianças desta família foram batizadas. O fato da bíblia não mencionar não prova que o batismo infantil não acontecia, antes, serve de base para afirmar que eles aconteciam tendo em vista este ser um costume dos judeus incluir no pacto os seus filhos, toda a sua casa.

Ademais, Jesus ensinou, (MC 10:13, 14) "E traziam-lhe meninos para que lhes tocasse, mas os discípulos repreendiam aos que lhos traziam. Jesus, porém, vendo isto, indignou-se, e disse-lhes: Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais; porque dos tais é o reino de Deus."

Se dos tais é o reino de Deus e se cremos que o sinal de que participamos do reino de Deus é o batismo, porque negarmos a estas crianças este sinal do reino de Deus? Ademais, a idéia de que criança não tem pecado não se sustenta diante de textos como, Rm 6.23, Rm 5.12, que afirmam que a culpa de Adão esta sobre toda a raça humana. Paulo chama os filhos de crentes de "santos" em 1 Co 7.14, ao contrário dos filhos dos incrédulos, não seria porque estes filhos participaram deste pacto pelo batismo?

O batismo infantil é um ato de fé

Se os filhos dos homens de Deus no passado eram batizados porque seus pais criam na aliança e por isto eles também participavam das bênçãos da aliança, não seria nossa forma de expressar fé na promessa bíblica de que será "salvo tu é a tua casa" e também não será uma maneira dos pais professarem sua fé e compromisso de criar e consagrar seus filhos ao Senhor? (Pv 22.6, At 2.38; At 16.31).

 O batismo, portanto, não salva a criança. Ela terá que crescer e exercer fé pessoal na pessoa de Jesus arrependendo-se de seus pecados. Mas o batismo faz com que ela faça parte da igreja visível. Na idade apropriada ela devera professar sua fé pública no Senhor como qualquer adulto o faz por ocasião do batismo. NO entanto, ela não precisará ser batizada novamente.

UMA ANÁLISE DOS ARGUMENTOS DAQUELES QUE ACHAM QUE AS CRIANÇAS NÃO DEVEM SER BATIZADAS

Passaremos a mostrar alguns dos principais argumentos daqueles que acreditam ser inviável a pratica do batismo infantil, vejamos:

  • Jesus foi batizado aos 30 anos de idade - Isto esta correto, porém, ele foi circuncidado ao oitavo dia (Lucas 2.21). E considerando que a circuncisão ainda prevalecia porque Jesus ainda não tinha instituído o batismo (Mc 16.15), isto é perfeitamente compreensível. Mas não significa que nós tenhamos que nos batizar com trinta anos.

  • Jesus foi apresentado e não batizado - Este argumento é o mais fraco, principalmente quando é dado por teólogos. Isto porque a apresentação era ordenada na lei depois que se cumprissem os dias da purificação, ou seja, depois de 33 dias após ter sido circuncidado (Lv 12.1-8). A apresentação era feita depois de a criança ter sido circuncidada. A circuncisão ficou no lugar do batismo para a igreja.
  • O batismo é só para quem crê conforme Marcos 16.16 - Primeiro, Jesus estava falando de pregar o evangelho e só se prega a quem pode crer; e quem crer deve ser batizado. Mas isto não significa que as crianças não podem ser batizadas a menos que aceitemos a idéia de que de que se elas não crerem serão condenadas. Da mesma forma que a criança não pode crer para ser batizada, ela não pode ser condenada porque não crê. E Jesus diz que quem "não crê será condenado". Se usarmos este texto contra batismo infantil, ficamos numa situação complicada.
  • Não há ordem explicita e nem exemplos de crianças sendo batizadas Isto é verdade, mas igualmente verdade que não há nenhum exemplo de crianças não sendo batizadas em detrimento a adultos e nem mandamento explicito de Jesus para se apresentar crianças. Por isso é mais fácil crer que a igreja primitiva batizava crianças, pelas seguintes razões:
    • Os judeus convertidos estavam acostumados a incluir seus filhos na aliança e, se isto não fosse possível na nova aliança, eles não a compreenderiam.
    • O fato de haver silêncio sobre isto nos faz crer que esta era uma prática tão corriqueira que ninguém a questionava.
    • Orígenes que viveu pouco depois dos apóstolos (IV D.C.) foi batizado enquanto criança e testemunhava sobre esta prática na igreja primitiva.
      Batismo infantil é coisa de católico. Esta prática não se baseia no ensino da igreja católica, mas da bíblia. Ademais, a igreja católica vivia mais próxima da primitiva e, embora muito de suas crenças sejam completamente degeneradas, algumas doutrinas foram conservadas e, dentre elas, a do batismo infantil salvo a sua ênfase sacramentalista.
       

Neste pequeno texto sobre o batismo infantil não foi abordado todo o assunto tecnicamente relacionado a esta doutrina, no entanto, acreditamos que será suficiente para aquiescer nossa fé nesta prática, tendo em vista, ela ser bíblica é perfeitamente recomendável a todos os cristãos que amam a aliança do Senhor. Se o batismo é apenas para arrependimento de pecados, as pessoas deveriam ser batizadas todas as vezes que pecassem. Mas se é, antes de tudo, um sinal externo, visível, da aliança imutável de Deus com o seu povo, então não deveríamos negar aos nossos filhos este selo importante.

As pessoas que são contra o batismo infantil são geralmente pessoas que pensam ser o batismo um ato salvador em si mesmo e não um sinal de inclusão ao reino, um selo do pacto. Por isso associaram o batismo à capacidade de se arrepender. Mas o batismo, como símbolo de uma ressurreição espiritual é sinal de nossa entrada ao reino de Deus e você não negaria este privilégio a seu filho? Negaria?

 


Bibliografia

 

Teologia Sistemática, Louis Berkhof, Luz para o caminho, 1990

Apostila de Eclesiologia, Lázaro Soares de Assis, ibipem, Chalé - MG

Bíblia Sagrada, Revista e Atualizada no Brasil, 1993.

Batismo de crianças: algumas considerações, Augustus Nicodemus Lopes.

 
 Presb. Wemerson Marinho



Data: 28/04/2008

Listar todos Estudos Biblicos
- O Frio Deus do livro "A Cabana"
- Teologia Gay - João Luiz Santolin e Sergio Viula
- A APOSTASIA DE PHILIP YANCEY
- O QUE SERÁ ILEGAL QUANDO A HOMOSSEXUALIDADE FÔR [totalmente] LEGAL.
- Análise do Livro - O Segredo
- O Batismo Infantil
- A Terra cambaleia como um bêbado...
- O homem que sabia Javanês
- Paulo, Plantador de Igrejas: Repensando fundamentos bíblicos da obra missionária
- A Razao da Nossa Fé
- Quem São os Filhos de Abraão?
- Uma Bíblia, Muitas Versões
- A Importância da Pregação Reformada
- O Fruto do Espírito
- Disciplina na Igreja
- Por que Não Falamos em Línguas? (dos irmãos batistas)
- HISTÓRIA DA ESCOLA DOMINICAL NO BRASIL
- Espiritismo é Cristão?
- Paul (David) Yonggi Cho
- Uma Onda Letal
- Heresias Neopentecostais
- CPR - Tabela de Religiões e Seitas comparadas
- Adoradores ou Consumidores?
- Obstáculos Para Vir a Cristo
- A alma católica dos evangélicos do Brasil
- Um Novo Cântico
- Os cinco pontos do Calvinismo - Parte 2
- Os cinco pontos do Calvinismo - Parte 1
- Opinião: Livro "Bem Vindo, Espírito Santo"
- Uma Defesa do Calvinismo
- Pecadores nas Mãos de Um Deus Irado
- Apascentando Ovelhas ou Entretendo Bodes?
- Livre Arbítrio - Um Escravo


 
 
Tecnologia abconsult
Home | Agenda | Estudos Biblicos | Fale Conosco | Galeria de Fotos | Liderança | Novidades | Sobre Nós